Comida Italiana

A origem da comida tradicional Italiana

Principais Ingredientes Consumidos na Itália

♦ Queijo (gorgonzola, mascarpone, mozzarella, parmesão, entre outros.)  Tomate  Massas  Orégãos  Manjericão  Alecrim  Salsa  Sálvia.

Pratos Típicos Italianos

Risotos de Milão

O risoto é um prato muito consumido em restaurantes italianos e também em cantinas. O risoto mais famoso é o à milanesa (Risotto Alla Milanese), criado por Valério di Fiandra. A cebola é frita no azeite, em seguida é adicionado o arroz, além do vinho, açafrão, manteiga e parmesão. Mas, existem várias formas de elaborar o prato.

Pizza de Nápoles

A pizza é um símbolo da culinária italiana e uma das mais famosas é a marguerita, que surgiu em 1889, em Nápolis, pelo chefe Taffaello Esposito durante a visita da rainha italiana Margherita de Savoia ao país. Mas antes disso, um prato parecido já teria sido consumido pelos gregos e egípcios na Antiguidade. Além de babilónios e hebreus que faziam a massa com farinha e água. O prato foi cada vez mais modificado, quando chegou à Itália, na Idade Média.

Bruschetta

A Bruschetta é um petisco tradicional da Itália que pode ser feito com pães italianos, cortado em fatias, torrado e acrescidos de tomate, alho, manjericão e azeite de oliva. As coberturas podem variar, sendo utilizado queijo, salsicha, azeitona, cogumelos, salmão defumado, etc. É uma receita antiga, criada no século XV.

Alcachofras Romanas

O Carciofo Alla Romana, como o prato é conhecido na Itália, é uma flor muito popular. Ela é arredondada e pode ser preparada com alho e salsa ou com manteiga.

Tortellini de Bolonha

É um tipo de massa italiana com ovos recheados, prosciutto, mortadela, queijo parmesão e noz moscada, com caldo de carne ou galinha.

 

Carpaccio

É um prato com carne crua de peixe ou cordeiro. Ele foi pedido por uma condessa, em Veneza, cujo médico havia receitado o consumo de carne crua e por isso, o prato foi criado. A carne é cortada em lâminas, bem finas com tempero de sal, mostarda, pimenta, azeite, azeitona e outros temperos.

Polenta

A polenta é uma comida típica italiana, mas muito consumida em outros países principalmente sul-americanos. É um prato feito com farinha de milho, mas antes, a principal base era a farinha de aveia e outros cereais. Era muito consumida pelos romanos na antiguidade. Somente após a chegada dos espanhóis das Américas é que o milho foi introduzido à alimentação e servido como base da receita de polenta. Atualmente, ela pode ser consumida frita, mole, grelhada ou dura, com a adição de diversos molhos.

Trufas da Úmbria

É um fungo muito comum em bosques das cidades de Spoleto e Nórcia. Ele é retirado da terra e limpo. Pode ser saboreada cru ou aquecida e ralada sobre pratos quentes de massa.

Agnelino

É um prato com filhote de cordeiro assado servido com alcachofras, na páscoa.

Calzone

É um espécie de massa recheada como se fosse uma pizza. Ela pode ser frita ou assada.

Ciabatta

Tipo de pão italiano fofo e branco. Pode ser usado na preparação de sanduíches.

Doces Italianos

♦ Tiramisú: é uma sobremesa constituída de café e queijo mascarpone que surgiu dentro de bordéis italianos.

♦ Panettone: é um pão feito com frutas cristalizadas. É um pão muito conhecido no Natal e foi criado em Milão, na Itália.

♦ Gelato: é semelhante ao sorvete, mas com um adição maior de leite para produzir o creme. Para sua produção é adicionado menor quantidade de gordura e açúcar.

Quem não conhece a famosa pizza, o vinho e as massas tradicionais da culinária italiana? País que sediou um dos maiores acontecimentos da história, como o Império Romano e o Renascimento, e trouxe um passado histórico riquíssimo, inclusivé, na culinária.

Tendo uma tradição culinária vasta, formada por vários povos tais como gregos, árabes, espanhóis, franceses, austríacos, entre outros, em diferentes partes, a realidade da gastronomia muda. Há regiões, por exemplo, onde são encontrados pratos diversificados a poucos quilómetros.

A comida italiana adquiriu uma popularidade impressionante, não somente no país de origem, mas em todo o mundo. O segredo está nas técnicas sofisticadas, originalidade e uma maneira simples de produção que resultaram em pratos especiais que sobreviveram ao tempo e evoluíram. Sem contar, com o clima familiar, a comida italiana está muito relacionada com o cotidiano da população que reside no país, pois os italianos gostam de sentar-se à mesa e apreciar o momento.
Sofisticados porque seguem um padrão para servir. Na ementa, os primeiros pratos a fazerem parte da mesa são chamados de antipasti, que significa antes da comida. Geralmente, saladas, verduras, sopas, alimentos leves. Após isso, os pratos principais podem ser arroz, massa ou polenta acompanhados de carnes ou peixes. Por fim, sobremesas típicas ou frutas.

Diversidade Culinária na Itália

Na culinária do sul da Itália, os pratos possuem temperos fortes, com queijos, legumes, alcachofras, carnes de caça, polenta, etc. Já mais próximo da costa, temperos suaves com ervas aromáticas, além de peixes e mariscos, são fonte de inspiração para as receitas.

Na área central do país, a presença das massas frescas com recheios, variações e tomates fazem parte dos sabores tradicionais. Toscana é uma das regiões mais famosas por causa de sua variedade na culinária.

 

 

Mais ao norte da Itália, cujas regiões são populares por sua comida requintada, a culinária é formada por molhos, salames, linguiças, presunto, queijo Parmigiano Reggiano, o parmesão (de Emilia Romagna), além de vinho e a trufa branca de Piemonte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *